David Foster Wallace no presente

Não consigo falar de David Foster Wallace no passado ainda que neste ano se completem dez desde que ele decidiu ir embora. DFW enforcou-se em 2008, na garagem de casa, não sem antes escrever uma carta de despedida para a esposa e afagar os dois cachorros de estimação. Morreu rompendo com a produção de uma…

Três boas leituras em Janeiro

Em janeiro li sete autoras e apenas um autor, seguindo o fluxo de ler mais autoras que comecei em 2015 quando conheci o Leia Mulheres, projeto que incentiva o conhecimento, leitura e difusão da literatura feita por mulheres. Destaco aqui três bons livros que li durante o mês que foi embora (o único homem lido…

A sci-fi das mulheres

Hoje assino a matéria de capa do Vida&Arte, suplemento cultural do jornal O POVO. Há também uma resenha do livraço Kindred, que chegou ao Brasil pela Editora Morro Branco. Na matéria, uma erro que corrijo aqui. Quando falo que Úrsula K Le Guin influenciou na verdade era pra ter dito que a autora foi influenciada por…

Divertir-se com Noemi

Conheci boas histórias por meio do texto de bons autores. Mas nunca nenhum deles me fez perceber a nuance divertida da minha própria língua como faz Noemi Jaffe. Segui-la no Twitter é ver, de forma condensada, o quanto a palavra lhe é aprazível. Sempre imagino Noemi como uma criança que brinca com aqueles alfabetos de madeira. Junta aqui…

A gênese do narrador

Conheci Julián Fuks lendo A Resistência. Livrão. A melhor primeira página de um romance que li em muito tempo, muita fluidez, texto bonito sem afetação. Perdi as contas de quantos amigos presenteei com ele. Baita livro. Algum tempo depois conheci Julián pessoalmente no lançamento da Flac. Um cara magnetizante. Sóbrio, seguro, muito consciente do seu projeto literário, zero…